NO AR!

Top Sertanejo

Everton

Peça seu sucesso!

OUÇA AGORA!

Hoje, 23 de Outubro de 2018

"Será um nome técnico", diz Pinho Moreira sobre futuro secretário da segurança pública

13 de Janeiro de 2018 08:00

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) terá a missão de escolher o futuro secretário de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP-SC) após o anúncio da saída de Cesar Grubba, que vai concorrer a deputado federal. Na sexta-feira (12), em entrevista, o peemedebista disse que o escolhido terá perfil totalmente técnico, sem vinculação política. Ele evitou dar nomes ou cogitar possibilidades, mas garantiu que até a metade de fevereiro, quando Raimundo Colombo (PSD) sai do cargo para uma viagem de estudos, o novo ocupante do cargo estará definido:

— Vamos fazer com muita cautela, essa é uma área sensível. Não decidi ainda. Não afasto e nem confirmo ninguém. Não quero especular antes de ouvir as partes envolvidas na segurança pública — explica ao evitar comentar sobre a possibilidade do atual secretário-adjunto, Aldo Pinheiro D'Ávila, ser promovido.

A saída de Grubba surpreendeu o vice-governador. Segundo ele, a pasta não pode ter vinculações políticas:

— Essa é a uma área que não tem interferência política, por isso me surpreende a candidatura do secretário Grubba. É uma área bastante sensível, então precisa ser alguém que entenda bastante do setor — comentou sobre o futuro secretário.

Moreira vê a decisão de Grubba como "válida" e acredita que o secretário "deve ter tomado gosto pela vida pública". O vice-governador ainda criticou quem utiliza as instituições de segurança pública como "trampolim político".

Comando da PM entre três nomes

Os três nomes apontados como favoritos para assumir o comando da Polícia Militar (PM) foram confirmados pelo peemedebista. Com a saída de Paulo Henrique Hemm, que também vai concorrer em outubro, o novo comandante-geral deve ser escolhido entre os coronéis Araújo Gomes, atual subcomandante da PM, Cosme Barreto, comandante da PM na região de Criciúma, e Norberto Souza Filho, comandante da Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Na Polícia Civil, Pinho Moreira enxerga que os nome atuais "estão indo bem", mas pretende conversar com os envolvidos na área.

Fonte: Diário Catarinense

Recomendar correção

CORREÇÕES

voltar